fbpx

Fundação 2 de Julho homenageia seu fundador Jaime Wright em Conferência sobre a família

O evento aconteceu nos dias 18 e 19 de Outubro. [...]

O Hino Nacional anunciou a abertura da 12ª Conferência Jaime Wright Defensores da Paz e dos Direitos Humanos, que contou com a presença de atuais, ex-alunos, professores,  convidados  e homenageados pela Faculdade 2 de Julho.

O Diretor Geral da faculdade, o professor Marcos Baruch Portela, ressaltou a importância de manter vivo os ideais do defensor e pastor presbiteriano Jaime Nelson Wright, criador da Fundação 2 de Julho. Em seguida a Diretora Acadêmica Leda Lessa,  instaura a abertura da 12ª CONFERÊNCIA JAIME WRIGHT DE PROMOTORES DA PAZ E DOS DIREITOS HUMANOS, que tem como finalidade promover uma reflexão sobre a temática: “Famílias Contemporâneas e Direitos Humanos: novos olhares e novas perspectivas”. É sem dúvida “Um dos temas mais recorrentes e importantes para entendermos a dinâmica social da área de atuação dos Direitos Humanos”.   “O Prêmio Nacional Jaime Wright de Promotores da Paz e dos Direitos Humanos é conferido a pessoa e entidade que mereçam destaque por terem contribuído significativamente para a sociedade brasileira na promoção e defesa de uma Cultura de Paz e de Direitos Humanos, esclarece a diretora.

img_0383
Diretor Geral da instituição, Marcos Baruch.

Para tratar do tema “Famílias Contemporâneas e Direitos Humanos: novos olhares e novas perspectivas”, o Juiz de Direito o Dr. Alberto Raimundo Gomes dos Santos, Presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), destacou o direito da família, as regras de convivência da sociedade e as transformações da Constituição de 1988. Refletiu que a criança precisa saber da sua origem para se entender na sociedade e acrescentou que no contexto contemporâneo, os jovens tendem a dizer qual tipo de família quer formar.

Na sequência, a palestra emocionante e reflexiva, sobre “O Novo Estatuto da Pessoa com Deficiência e a Dignidade Humana”, foi proferida pelo Juiz de Direito e professor da UFBA, Pablo Stolze, que ressaltou a importância do professor Jaime Nelson Wright que transformou seus atos em um legado de amor. Com maior ênfase exaltou que todos devem conhecer o Estatuto da Pessoa com Deficiência. “Isto independe de sermos deficientes, precisamos ser motivados por uma dimensão humana atitudinal”- Afirmou o conferencista. Sabiamente, o juiz transmitiu que o medo, a ira, o dever e o amor são os quatro gigantes da alma, sendo o amor o maior e mais difícil de definir, é essencial a base familiar.

img_9529-copia
Juiz de Direito e professor da UFBA, Pablo Stolze.

Em sua fala, desconstruiu a rigidez da jurisprudência em torno dos direitos da família e defendeu que a paternidade é construída ao longo da vida.

A professora da Faculdade 2 de Julho e UCSAL, Florinda Lima Nascimento, foi a mediadora das duas palestras, confirmando as temáticas apresentadas pelos conferencistas de que a família é sem dúvida o pilar da sociedade. Independente de sua constituição em bases tradicionais de Família ou Famílias, o importante é uma estrutura de convivência respeitosa e amorosa.

A arte e a cultura se fizeram presentes com a apresentação musical de  Fabiana Urpia acompanhada ao som do violão, emocionou e comoveu a todos com a Oração pela Família do padre Zezinho, em homenagem ao tema da conferência.

img_9553-copia
Apresentação musical de Fabiana Urpia.

A expectativa e o momento mais aguardado pela plateia que ocupou os 470 lugares do Auditório Baker foi à entrega do Prêmio Nacional Jaime Wright de Promotores da Paz e dos Direitos Humanos. Os homenageados foram: o Reverendíssimo  Padre Domingos Mianulli, pelos seus 45 anos de luta pela educação e dignidade das famílias e dos jovens menos favorecidos na cidade do Salvador. Recebeu o prêmio pelas mãos de uma “família Vieirense” Roque Bitencourt, aluno da Faculdade 2 de Julho e da sua filhinha aluna do Colégio Antônio Vieira.

img_9562-copia
Reverendíssimo Padre Domingos Mianulli recebendo o Prêmio Nacional Jaime Wright de Promotores da Paz e dos Direitos Humanos

Na mesma trajetória do seu pai, o reverendo Jaime Wright,  a professora Sônia Wright, que luta pelos direitos e dignidade da mulher recebeu a homenagem. Também premiados os  juízes de Direito Alberto Raimundo e prof. Pablo Stolze, ambos   incansáveis, lutam pelos direitos das famílias. Assim como, o jornalista Samuel Celestino que tem contribuído com a verdade para a sociedade baiana.

img_9621-copia
Registro do primeiro dia do evento.

Veja galeria de fotos do evento

Send this to a friend